Jovem, sueca e autista, Greta Thunberg lidera movimento global em favor do meio ambiente e contra as mudanças climáticas

Com apenas 16 anos, Greta Thunberg é a pessoa mais jovem a figurar na capa da renomada revista norte-americana Time como a personalidade do ano (o reconhecimento anual da revista foi criado em 1927). Ao lado de sua foto, na capa, a publicação estampa a frase: “O poder da juventude” (no orginal: The power of youth).

Tendo se encontrado com diversas personalidades, como o papa Francisco e o ex-presidente dos EUA Barak Obama (a convite deles), Greta se destacou mundialmente ao iniciar uma greve escolar, toda sexta-feira, contra as mudanças climáticas, para chamar a atenção das autoridades, em agosto de 2018, chamado de Fridays for Future (sexta-feiras pelo futuro). O movimento, em pouco tempo, tornou-se global e ela foi chamada a participar de diversas conferências climáticas, inclusive na ONU (Organização das Nações Unidas) — mais de uma vez. No último 20 de setembro (2019), a garota ativista reuniu uma multidão de 4 milhões de pessoas na greve climática global, “a maior demonstração climática da história da humanidade”, cita a Time.

Capa da revista Time de dezembro de 2019, com Greta Thunberg - Tismoo

Capa da revista Time de dezembro de 2019, com Greta Thunberg – Tismoo

Autismo

Neste ano (em 14 de março) ela também foi indicada ao prêmio Nobel da Paz, mas não venceu a premiação (saiba mais no nosso artigo “Indicada ao Nobel da Paz, autista luta contra mudanças climáticas“, que tem, inclusive, o vídeo da palestra dela no TEDxStockholm).

Greta Thunberg tem diagnóstico de autismo leve de alto funcionamento (síndrome de Asperger), além de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) e, como muitos autistas, tem um hiperfoco, um interesse restrito num único assunto. O dela é: o problema causado pelas mudanças climáticas. Numa interessante análise, a jornalista e mãe Fátima de Kwant, brasileira radicada na Holanda, escreveu um artigo sobre Greta na edição atual (dezembro de 2019) da Revista Autismo (veja em “Greta Thunberg — Autismo leve e hiperfoco que mudam o mundo“).

Um das frases dela que a reportagem da Time destaca é: “Não podemos mais continuar vivendo como se não houvesse amanhã, porque há um amanhã”, disse Greta enquanto puxava as mangas do seu casaco azul.

Reportagem de capa da Time: Greta Thunberg é o rosto da movimento climático liderado pela juventude”

Comments

comments