Alunos autistas contam em vídeo como é ouvir barulho na sala de aula - Tismoo

Com hipersensibilidade auditiva, muitas pessoas com autismo sentem incômodo com sons que, às vezes, passam despercebidos pela maioria

Muitos autistas têm hipersensibilidade auditiva, portanto, como o próprio nome diz, são mais sensíveis aos sons que a média da população. Para os mais novos, ainda aprendendo a lidar com as sensações, o problema é potencializado. Por isso não é incomum vermos uma pessoa com autismo, sobretudo crianças, tapando os ouvidos por algum motivo — que muitas vezes nem entendemos, pois pode ser um cortador de grama há um quarteirão de distância, ou o reator de uma lâmpada fluorescente emitindo um som numa frequência quase inaudível para a maioria.

Explicação mais precisa pode dar quem sente isso. Foi o que fizeram o dois alunos do vídeo abaixo, da uma escola municipal, que foi compartilhado pela professora Nane Palandi, em Garuva, cidade de 15 mil habitante, no norte de Santa Catarina — a 226 km de Florianópolis.

Melhor que eu ficar escrevendo (e você lendo) é assistirmos ao vídeo deles, que têm muito mais o que dizer e imensamente com mais propriedade e autoridade no assunto, afinal, são eles que sentem o incômodo do barulho e suas consequências.

Clique no play para assistir ao vídeo, que já ultrapassou os 3 milhões de visualizações.

Que presente ouvir isso….

Posted by Nane Palandi on Monday, February 18, 2019

Comments

comments

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *